New York 1.jpg

COM APROVAÇÃO FINAL DO CADE, RAÍZEN ADQUIRE BIOSEV

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (“CADE”) comunicou separadamente a Biosev e a Raízen, ontem, dia 18 de março de 2021, a sua aprovação final da aquisição das usinas da Biosev pela gigante Raízen, pelo valor em moeda de R$3,6 bilhões e em ações.

Com o negócio aprovado pelo CADE, a Raízen passa a deter 35 unidades produtoras, capacidade instalada de 105 milhões de toneladas de cana e crescimento projetado de 70% em produtos renováveis em 2021 (de R$3,7 bilhões de EBITDA para R$10 bilhões).

Vale lembrar que a joint venture da Cosan e da Shell já havia sido aprovada no início desse mês, ainda sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes tais como a reorganização societária e a reestruturação do endividamento financeiro da Biosev.

A grande novidade foi a aprovação sem restrições, final e definitiva após decurso do prazo de 15 (quinze) dias contado da publicação da referida decisão no Diário Oficial da União em 02 de março de 2021.

Nosso escritório conta com uma equipe especializada em Direito da Concorrência. Para obter esclarecimentos sobre o tema, ou outros que sejam de seu interesse, por favor, entre em contato com nossos profissionais.